Nivaldo anuncia retirada de esgoto do córrego do Lenheiro

O prefeito Nivaldo Andrade espera inaugurar daqui a três anos (até 2020) as obras da rede de esgotamento sanitário de São João del-Rei no córrego do Lenheiro, acabando definitivamente com a poluição provocada pelo despejo de esgoto e outros detritos.

A secretária municipal de Governo, Adriana Rodrigues, informa que as obras começam nos próximos dias com o trabalho socioambiental.  Alerta para o prazo dado, até 13 de abril próximo, para a apresentação pelo município do 1º. Boletim de Medição. Com esse documento, o governo federal operaciona o primeiro desembolso da verba para as empresas na data limite de 25 de abril.

Afluentes

Com 7 km de extensão, o Lenheiro, que recebe também os afluentes Águas Férreas, Rio Acima e Água Limpa, corta toda a cidade desde a nascente na Serra do Lenheiro – atravessa o bairro do Tijuco e o centro da cidade, até o bairro das Fábricas, quando deságua no Rio das Mortes.

O Rio das Mortes, que ficará menos poluído, foi cenário da História do Brasil conhecido como a Guerra dos Emboabas, uma disputa pela exploração de ouro entre os paulistas e os emboabas (forasteiros portugueses e brasileiros de outras origens).

O saneamento do Lenheiro foi autorizado pelo ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em audiência com o prefeito e a deputada federal Dâmina Pereira. O custo total é de R$ 40 milhões, mas somente foram liberados, para a primeira etapa, R$ 32,547 milhões, distribuídos para a Infracon, encarregada da obra, que terá R$ 31,278 milhões; a Consominas, gerenciamento e fiscalização, R$ 664 mil; e R$ 605 mil para o trabalho socioambiental.

No projeto de ampliação do saneamento do Lenheiro, que faz parte do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do Governo Federal, constam a construção de redes coletoras e interceptoras, sub-bacias e travessias sob a ferrovia.

Na Câmara

Em fevereiro, nas reuniões plenárias da Câmara Municipal, os vereadores vão debater o projeto de lei que autoriza a abertura de crédito especial no valor de R$ 28.747.594,00. Houve uma previsão orçamentária de apenas R$ 3.800.000,00, sendo necessário a abertura do crédito especial.O termo de compromisso foi assinado em 2014, licitado em 2015 e até dezembro de 2017 não havia previsão de liberação do recurso por parte do Ministério das Cidades. Por isso, a necessidade de autorização legislativa para a abertura do crédito adicional.

 O Ministério das Cidades concedeu a Autorização de Início de Obra (AIO) parcial em 26 de dezembro de 2017.

Fonte e foto: Superintendência de Imprensa da Prefeitura Municipal de São João del-Rei

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s