Segunda-feira, 11 de dezembro

Bom dia! Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado.

O governo não mede esforços para votar a reforma da Previdência ainda neste ano. No fim de semana, Temer reuniu aliados mais uma vez para repassar a estratégia e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, saiu do encontro com uma nova data: dia 14. Segundo ele, é na próxima quinta que os deputados começarão a discutir a proposta em plenário. A votação está prevista para o dia 18. Conseguir o apoio necessário à reforma será a primeira missão do novo ministro da articulação do governo, Carlos Marun, que tomará posse na quinta. O ano chega à reta final e o governo inicia a semana em uma corrida contra o relógio.

Operação no RJ

O diretor de marketing do Fluminense, Artur Mahmoud, foi preso nesta manhã junto com outras duas pessoas na Operação Limpidus, que investiga repasses de ingressos de partidas de futebol para torcidas organizadas — até mesmo para as que estão proibidas de entrar nos estádios. Ao todo são cumpridos 7 mandados de prisão. O G1acompanha.

Vai bem, obrigado

Na Argentina, onde participou de um encontro da Organização Mundial do Comércio (OMC), o presidente Michel Temer demonstrou otimismo com a possibilidade de votar a reforma em 2017. “A reforma vai muito bem”, afirmou. “Se não for neste ano, será no início do ano que vem.”

Michel Temer fala com jornalistas após discursar em conferência da OMC

Michel Temer fala com jornalistas após discursar em conferência da OMC

A semana do Congresso

Pauta suprema

As últimas sessões do ano no Supremo Tribunal Federal (STF) foram reservadas para temas políticos. Estão na pauta uma ação do Ministério Público Federal (MPF) para proibir a Polícia Federal de negociar delações e pedidos de políticos do PMDB para suspender o andamento da denúncia em que foram acusados junto com Temer. O STF tem mais 3 encontros marcados até entrar em recesso, na semana que vem.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge (esq.), e a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, durante sessão do tribunal em 6 de dezembro (Foto: Carlos Moura/SCO/STF)

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge (esq.), e a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, durante sessão do tribunal em 6 de dezembro (Foto: Carlos Moura/SCO/STF)

Revolta palestina

Subiu para 4 o número de palestinos mortos em confrontos com tropas israelenses desde que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital de Israel. No fim de semana, Israel fez novos bombardeios na Faixa de Gaza e disse que os ataques eram uma resposta ao lançamento de mísseis palestinos. No Líbano, terminou em confronto um protesto pró-Palestina em frente à embaixada dos Estados Unidos. Na França, o presidente Emmanuel Macron disse ao lado do premiê israelense, Benjamin Netanyahu, que a decisão de Trump é uma “perigosa ameaça à paz”.

Manifestantes perto da Embaixada dos EUA, em Beirute, no Líbano (Foto: Mohamed Azakir/Reuters)

Manifestantes perto da Embaixada dos EUA, em Beirute, no Líbano (Foto: Mohamed Azakir/Reuters)

 

Morreu Eva Todor. Aos 98 anos, a atriz sofria de Mal de Parkinson e Alzheimer e vivia reclusa em casa, no Rio de Janeiro. A causa da morte foi pneumonia. Velório e cremação serão hoje.

Eva Todor em

Eva Todor em “As Brasileiras – A Vidente de Diamantina”, de 2012 (Foto: Ique Esteves/Globo)

 

Luto na moda

No sábado (9), morreu em São Paulo o estilista Ocimar Versolato. Profissional de reconhecimento internacional, ele tinha 56 anos e sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Ocimar Versolato em foto publicada em 2014 (Foto: Reprodução/Facebook)

Ocimar Versolato em foto publicada em 2014 (Foto: Reprodução/Facebook)

O Brasil queima

2017 é o ano em que o país mais registrou queimadas. Foram mais de 270 mil focos de incêndio. O pesquisador responsável pelo monitoramento culpa a falta de chuvas e falhas na fiscalização.

Incêndio florestal é combatido; país registra recorde de queimadas em 2017 (Foto: Fernando Tatagiba/ICMBio/AFP)

Incêndio florestal é combatido; país registra recorde de queimadas em 2017 (Foto: Fernando Tatagiba/ICMBio/AFP)

Califórnia

O fogo avança sem controle na Califórnia, nos Estados Unidos. Já foram consumidos 700 quilômetros quadrados, área equivalente à cidade de Salvador. Mais de 200 mil famílias tiveram que deixar suas casas. Uma mulher de 70 anos que tentava fugir bateu o carro e morreu sufocada pela fumaça.

Incêndios destroem mais de 700 quilômetros quadrados na Califórnia

Incêndios destroem mais de 700 quilômetros quadrados na Califórnia

Fonte: G1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s