Terça-feira, 28 de novembro

Bom dia! Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado.

O governo tem pela frente uma semana crucial. O presidente da Câmara Rodrigo Maia aconselhou o presidente Michel Temer a intensificar as articulações se quiser aprovar a reforma da Previdência neste ano. O ambiente na Câmara melhorou e os deputados que antes não aceitavam discutir a proposta agora admitem diálogo, segundo o blog da Andréia Sadi. Mas os desafios da equipe econômica não param por aí. O governo também corre contra o tempo para aprovar no Congresso outras medidas importantes. As propostas trazem economia e receitas aos cofres públicos para garantir o cumprimento da meta fiscal de 2018.

Foro privilegiado

O presidente da Câmara Rodrigo Maia se reúne no STF com a ministra Cármen Lúcia para tratar de foro privilegiado. O assunto está sendo analisado tanto pelo Congresso quanto pelo Judiciário. A proposta, que prevê o fim do foro privilegiado em casos de crimes comuns, já passou pelo Senado e teve a sua tramitação na Câmara aprovada na última quarta-feira (22), pela CCJ. O Supremo retomou o julgamento na quinta (23). A maioria dos ministros já decidiu restringir o alcance do foro e deixar no STF somente processos penais de deputados e senadores investigados por crimes praticados no exercício do mandato.

MP do Funrural

Na véspera do fim da vigência da proposta, a Câmara dos Deputados tentou ontem votar uma medida provisória que parcela dívidas de produtores do agronegócio com o Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural), mas não conseguiu por falta de quórum. Uma nova tentativa de votação será feita hoje. Por se tratar de uma MP, o texto – que foi enviado ao Congresso pelo Palácio do Planalto no início de agosto – já está em vigor, mas perderá a validade se não for aprovado pela Câmara e pelo Senado hoje.

CPI da JBS

Joesley Batista (Foto: Reprodução / TV Globo)

Joesley Batista (Foto: Reprodução / TV Globo)

Em reunião conjunta com a CPI do BNDES, a CPMI da JBS ouve depoimento do empresário Joesley Batista, acionista controlador da J&F, grupo dono do frigorífico JBS. Parlamentares querem que o empresário fale sobre empréstimos tomados junto ao BNDES, pagamento de propina para obtenção de recursos do FI-FGTS, pagamentos a políticos e, também, sobre o acordo de delação fechado pelos executivos da J&F com o MPF. Mas na semana passada, a defesa de Joesley protocolou documento que dizia que o “exercício do direito ao silêncio é a devida postura jurídica a ser tomada”. Os advogados também lembraram que outros executivos da J&F, como Ricardo Saud e Wesley Batista, não responderam às perguntas dos parlamentares.

Contas do governo

Sai hoje o resultado das contas do governo em outubro. O governo registrou déficit primário de R$ 108,53 bilhões entre janeiro e setembro deste ano, segundo a Secretaria do Tesouro Nacional.

Coluna de cinzas

Aldeão conduz suas vacas em região próxima ao vulcão do Monte Agung (Foto: Firdia Lisnawati / AP Photo)

Aldeão conduz suas vacas em região próxima ao vulcão do Monte Agung (Foto: Firdia Lisnawati / AP Photo)

 

Aeroporto de Bali segue fechado pelo 2º dia por causa do vulcão Agung. Vulcão joga cinzas a entre 2,5 mil e 3 mil metros acima da cratera e colunas de vapor de água.

Carnaval 2018

Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, se reúne com representantes da Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro para discutir alternativa de financiamento para o carnaval. O prefeito Marcelo Crivella já anunciou corte na verba.

Fonte: G1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s