AMAG REALIZA SUA 210ª ASSEMBLEIA NO MUNICÍPIO DE DOM VIÇOSO

Dom Viçoso foi sede da 210ª assembleia geral da AMAG (Associação dos Municípios da Microrregião do Circuito das Águas), realizada no dia 10 de novembro. O encontro contou com a presença dos administradores municipais de Aiuruoca, prefeito Paulinho Senador; de Baependi, prefeito Hiltinho Rollo; de Cruzília, o presidente da Amag, prefeito Joaquim Paranaíba; de Itamonte, prefeito Alexandre Augusto; de Itanhandu, prefeito Evaldo Barros; de Lambari, o vice-presidente da Amag, prefeito Sérgio Teixeira; de Madre de Deus de Minas, prefeito João Eustásio; de Olímpio Noronha, prefeito Carlos Alberto; de Passa Quatro, prefeito Claret; de Passa Vinte, prefeito Lucas Almeida; de Pouso Alto, prefeito Juliano Claudio; de São Sebastião do Rio Verde, prefeito Sandro Martins; de Soledade de Minas, prefeito Emerson Maciel; de Virgínia, Carlos Eduardo (Kadu); e de Dom Viçoso, prefeito anfitrião, Francisco Rosinei Pinto. Além dos administradores estavam presentes vereadores, secretários e convidados.

            O encontro foi aberto pelo presidente da AMAG, prefeito de Cruzília, Joaquim José Paranaíba, que citou as dificuldades enfrentadas pelos municípios, tendo as despesas aumentadas e os recursos diminuídos. Informou, segundo dados, que 70% dos municípios mineiros não conseguirão pagar o 13º salário. Questões sobre os repasses da educação e saúde, foram informados sobre o presidente da Amag. “Falo que prefeito hoje é pedinte, vai para Belo Horizonte pedir, vai a Brasília pedir, é uma luta que os municipalistas têm que mudar, não podemos ficar nessa situação”, revelou.

            O prefeito anfitrião, Francisco Rosinei Pinto, frisou sua satisfação de receber a todos em Dom Viçoso, “a cidade de Dom Viçoso recebe vocês de braços abertos”. O prefeito Nei ainda disse que, hoje, o prefeito hoje tem que ser tratado como um homem de coragem. “Acho que é um ato de coragem porque devido à crise econômica, à crise política, à crise social, e pior, à crise moral que se instalou no país, nós temos que ser corajosos para assumir a prefeitura”, mencionou. “Só conseguiremos resolver os problemas a partir da unidade, quanto mais fortalecemos a Amag, quanto mais investirmos na Amag e cobrarmos, nós vamos conseguir achar soluções aos nossos problemas”, colocou.

            No momento também foi repassado aos presentes sobre projetos, iluminação pública, orientação ao tribunal de contas, a nova lei de terceirização e assuntos pertinentes às administrações municipais. Durante a sessão administrativa, foi realizada a aprovação da ata da assembleia anterior e a definição da próxima assembleia, que será no município de Lambari.

            Durante a sessão foram realizadas abordagens dos seguintes temas: O novo panorama da energia no Brasil, tendências e soluções para os municípios; Cenário de ajustes nas contas municipais, a busca de novas receitas; O lixo como solução econômica, e A importância de sistemas de gestão de atendimento ao cidadão, processos e documentos na tomada de decisões.

            Com a abordagem dos temas, os presentes puderam se informar por novas técnicas e adquirir conhecimentos por projetos que podem ser implementados nos municípios.

            A 210ª Assembleia Geral da AMAG (Associação dos Municípios da Microrregião do Circuito das Águas) auxiliou e proporcionou ações conjuntas aos administradores municipais, principalmente visando à conquista de benefícios para a população.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s