Sexta-feira, 17 de novembro

Bom dia! Aqui estão as principais notícias para você começar o dia bem-informado.

Os deputados da Assembleia do RJ podem decidir hoje se mantêm na cadeia Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi. O presidente da Alerj e os outros dois deputados se entregaram à PF ontem, após decisão da Justiça. Os suspeitos de corrupção e lavagem de dinheiro aguardam a decisão dos colegas na cadeia de Benfica, ao lado do ex-governador do RJ Sérgio Cabral. E o governo Temer deve liberar mais R$ 7 bilhões em gastos do orçamento e afrouxar mais um pouco o cinto da economia.

Picciani preso

Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, é conduzido coercitivamente para depor na sede da PF, ao desembarcar no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro (Foto: Rodrigo Menezes / Agência O Dia / Estadão Conteúdo)

Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, é conduzido coercitivamente para depor na sede da PF, ao desembarcar no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro (Foto: Rodrigo Menezes / Agência O Dia / Estadão Conteúdo)

votação sobre a revogação ou não da prisão de Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi pode ocorrer até domingo, mas está prevista para hoje. Dos mais de 60 deputados localizados pelo G1, pessoalmente ou via assessorias, somente cinco manifestaram voto pela manutenção da prisão. A Casa tem 70 deputados e, para revogar a prisão, são necessários 36 votos.

Afrouxando o cinto

O governo deve liberar hoje mais R$ 7 bilhões em gastos no orçamento. O contingenciamento adotado até agora pela equipe econômica de Temer tem impactado os serviços públicos neste ano.

PIS/Pasep

Começa hoje o pagamento do 2º lote dos recursos do PIS/Pasep para idosos. Ao todo, R$ 15,9 bilhões serão liberados para aproximadamente 8 milhões de pessoas. O saques começaram a ser liberados em outubro, mas só 10% dos cotistas sacaram o dinheiro.

Desemprego

Saem hoje os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do 3º trimestre. O mercado de trabalho brasileiro encerrou o 2º trimestre do ano com 26,3 milhões de trabalhadores desocupados e subocupados – cerca de 200 mil a menos que no trimestre anterior.

  • Número de empresas de ‘alto crescimento’ cai 17% em 2015, diz IBGE

Curtas e Rápidas

Fonte: G1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s