4ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE DISCUTE O FORTALECIMENTO DO SUS EM OLÍMPIO NORONHA

Foi realizado no dia 27 de julho, no município de Olímpio Noronha, a 4ª Conferência Municipal de Saúde com o objetivo de avaliar a situação de saúde do município e propor diretrizes para a formulação da política de saúde.

O evento, que contou com a participação do prefeito municipal Carlos Alberto de Castro Pereira, o vice-prefeito Paulo César Martins, o presidente da Câmara, vereador Vinicius José Carneiro Pereira, os palestrantes Eduardo Gonçalves (apoiador do COSEMS-MG) e Mabele de Barros, o secretário executivo do SAMU, Jovane Ernesto Constantini, o secretário municipal de Saúde, Wilson Nabak Sâmia, além de secretários municipais, gestores, servidores públicos e população.

Em uso da palavra, o prefeito municipal Carlos Alberto mencionou a grandiosidade e importância dessa conferência, que atende a um princípio constitucional que é a participação popular. No caso da Saúde, esse processo está linkado com a população, através dos Conselhos e das Conferências de Saúde. E a gestão executa as ações que são definidas pelos Conselhos e pelas Conferências, proporcionando melhorias na saúde e assim promovendo o bem estar de toda a população.

 “Vamos seguir trabalhando, mediante os princípios dos SUS, visando a união da comunidade com os profissionais de saúde”, falou o secretário de Saúde, Wilson Nabak Sâmia.

Na sequência, foi passada a palavra para o primeiro palestrante, Eduardo Gonçalves, que é apoiador do COSEMS-MG (Conselho de Secretarias Municipais de Saúde em Minas Gerais), que falou sobre importantes pontos da saúde, desde sua história citando a Constituição de 1988, Art. 196-200 onde “a saúde é direito de todos e dever do Estado” garantindo políticas sociais e econômicas que visem a redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação. Eduardo concluiu sua palestra falando que é preciso dialogar com a sociedade sobre o SUS, recolocar a defesa do sistema de saúde no centro da agenda e debater o financiamento que permita o seu desenvolvimento pleno.

Logo após foi realizada a segunda palestra com Mabele Barros sobre o Funcionamento do SUS (Sistema Único de Saúde) no eixo Saúde da Mulher, no qual em vários slides apresentou dados importantes sobre a situação da saúde e falou que o grande mal do século é a terceirização da responsabilidade e da culpa. Consequentemente, a solução é colocada nos outros e não em nós, e que cada um busque o seu papel, acompanhando e fiscalizando os serviços públicos.

Por último, foi feita a palestra do secretário executivo do CISSUL/SAMU, Jovane Ernesto Constantini, que falou da importância do SAMU na região, que é um serviço de atendimento móvel de urgência e foi criado para integrar a política nacional de Urgências e Emergências. Também explicou o papel do CISSUL, que é o Consórcio Intermunicipal de Saúde para o gerenciamento dos serviços de atendimento de Urgência e Emergência da Macrorregião do Sul de Minas, que tem a responsabilidade de gerenciar o SAMU 192 na região.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s