I Feira de troca de livros de Virgínia

No dia 17 de junho, das 8h às 13h, na Praça Cônego Monte Raso, em Virgínia, aconteceu a 1ª Feira de Troca de Livros. O evento faz parte de um projeto da secretaria de Cultura e Turismo juntamente com a prefeitura municipal de incentivo à leitura.

Todos que participaram do evento puderam desfrutar de uma manhã diferente e rica em conhecimento e diversão através da magia dos livros. As pessoas trocaram livros entre si e nas bancas dispostas no espaço, promovendo uma interatividade saudável e cultural. A feira também dispôs livros para quem não possuía, entre adultos e crianças, democratizando o acesso à leitura.

Foi preparado um mural no espaço chamado “Literatura Virginense”, onde foram publicados textos produzidos somente por pessoas da cidade, valorizando o artista local. A feira contou com a presença da personagem da boneca Emília, do Sítio do Pica Pau Amarelo, que fez a alegria das crianças. Foram distribuídos pirulitos, adesivos e marcadores de livros feitos exclusivamente para o evento.

Aproximadamente mais de 250 pessoas passaram pelas tendas de troca, entre moradores e turistas. O prefeito Kadu e o reverendíssimo Padre Robson abrilhantaram ainda mais o evento com suas ilustres presenças, demonstrando incentivo a um projeto de extrema importância social.

O SECRETÁRIO de Cultura e Turismo, Max, também faz questão de destacar e agradecer a participação do CRAS de Virgínia e Paróquia Nossa Senhora da Conceição, parceiros do projeto, e alguns nomes da sociedade que contribuíram de forma contundente para que a feira acontecesse, entre eles Laís, Dalva, Priscila, Ângelo, Neto, Mateus e Dona Leila.

“Esse é o primeiro evento envolvendo livros e superou muito as expectativas. Não pensei que tantos adultos fossem comparecer para trocar livros e, melhor que isso, fossem pegar livros e levar para suas casas. Isso prova que as pessoas precisam do contato constante com os livros para que se desperte o gosto pela leitura. O acervo se torna realmente maravilhoso quando está nas mãos das pessoas, não trancafiado num espaço onde muitos sequer têm acesso. Acredito que estamos no caminho certo, pois sempre acreditei nos livros como fonte de desenvolvimento social. Que venha a próxima feira. Que venham novos eventos. E com livros”, finalizou o secretário de Cultura e Turismo.

Fonte: Secretaria de Cultura e Turismo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s