Festa da Beata Nhá Chica, revelação de fé e cura através da intercessão da ‘Mãe dos Pobres’

Com muita alegria e devoção, os fiéis alagoenses realizaram a festa da Beata Nhá Chica, com uma programação completa. O Santuário Ecológico da Beata Nhá Chica recebeu inúmeros devotos vindos de diversas localidades de Minas Gerais e São Paulo, demonstrando todo amor e fé.Com muita alegria e devoção, os fiéis alagoenses realizaram a festa da Beata Nhá Chica, com uma programação completa. O Santuário Ecológico da Beata Nhá Chica recebeu inúmeros devotos vindos de diversas localidades de Minas Gerais e São Paulo, demonstrando todo amor e fé.A devoção a Nhá Chica em Alagoa teve início com o saudoso Israel Mendes Treva, que recebeu uma grande graça através da intercessão da beata. O pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Pe. Elberson de Andrade, mais conhecido como padre Taquinho, revelou essa emocionante história, que nos leva a não duvidar da providência divina.

“Temos uma história bonita com Nhá Chica, que começou com o senhor Israel Mendes por volta de 1959, quando ele apareceu com um tumor no braço. Enfermo, foi ao médico, pai de nove filhos, e a recomendação médica era que ele amputasse o braço, pois não havia cura. Se hoje o câncer já é uma problemática na vida das pessoas, imagine na década de 60”, revelou o pároco. Israel Mendes ficou desesperado porque ele era quem supria tudo dentro de casa, filhos, esposa. E naquele desespero, vindo de São Lourenço, ele olhou para Baependi e lá fez um pedido a beata, para que ela pudesse socorrê-lo e que o dinheiro da cirurgia para a retirada do braço ele doaria para as órfãs em Baependi.

E Israel retornou para a casa, e chegando falou para a esposa de seu pedido e passados três, quatro dias, o tumor começou a vazar, mas não líquido, em uma espécie de um pó; e ficou só a pele caída. Todos acharam estranho aquilo, pois não passaram nenhuma medicação. E ele voltou ao médico e o doutor ficou muito surpreso e começou a perguntar qual médico tinha feito a cirurgia. E Israel falou que havia realizado apenas um pedido a Nhá Chica. O médico então respondeu: ‘É um milagre, de fato!’, completando que a pele voltaria ao normal com o passar dos dias. Só que aí começou a história de Israel com Nhá Chica, pois em sonho ela apareceu a ele e disse que daria a graça da cura do tumor, mas que a história deles iria começar ali. Nhá Chica queria que ele criasse uma devoção para ela em Alagoa, e mostrou a ele uma pedra grande no meio de um mato e ele andando pelo bairro, que naquela época não tinha nada, somente mato, ele encontrou a pedra, como Nhá Chica havia indicado em sonho. Israel viu que de fato confirmava o pedido de Nhá Chica. “Em cima daquela pedra, Israel construiu um oratório, que temos hoje ao lado do Santuário. E dali começou a devoção, com orações, reza do terço, a reunião dos fiéis, a divulgação sobre Nhá Chica. E as aparições de Nhá Chica em sonho ao senhor Israel foram continuando e no sonho ela manifestava o que ela queria. Depois do oratório, ela foi pedindo que fizesse crescer a devoção a ela, que organizasse o dia dela, com novenas, terços, e assim foi durante muito tempo”, revelou padre Taquinho.

Nhá Chica sempre pediu ao senhor Israel que construísse uma igreja a ela em Alagoa, e, em sonho, Nhá Chica foi descrevendo como gostaria. Tanto é que a Igreja é pequenina, muito simples, diferente de todas as outras e olhando para a Igreja vemos que, de fato, é do jeito de Nhá Chica. Tanto que muitos perguntam se Nhá Chica morou em Alagoa, se a Igreja foi ela quem fez, pois tem o jeito dela, a simplicidade, a pequenez, a espiritualidade. E de acordo com os pedidos de Nhá Chica, senhor Israel ia fazendo, com mutirões, convocando o povo. As festas que senhor Israel organizava o dinheiro ele enviava ao seminário em Campanha e a para as órfãs em Baependi. O dinheiro da festa não ficava em Alagoa, a construção era com doações que ele pedia o ano todo a família, aos amigos, até chegar ao término da obra. “Em Alagoa sempre teve uma devoção muito forte a Nhá Chica”, revelou padre Taquinho. “A igreja de Baependi tem a graça de ter os restos mortais da beata Nhá Chica e nós temos a graça de ser uma igreja dedicada a ela. A primeira feita para Nhá Chica. É um privilégio, uma benção”, expressa Padre Taquinho.

Outro belo momento vivido pela comunidade alagoense foi em 2014, onde os restos mortais do senhor Israel Mendes foram depositados atrás do oratório. “Ele faleceu em 2004, em Aparecida, na época não foi possível trazê-lo e o bispo também não era favorável que o trouxesse e fosse sepultado aqui. E agora, em 2014, nós tivemos a graça de poder atender ao pedido do próprio senhor Israel. Ele sempre quis ser sepultado ao lado da igreja. Eu tive três sonhos com ele, pois nós temos umas iniciais na igreja ‘C. Os P.’, e ninguém sabia qual o significado, a família também não; ele morreu levando o segredo das iniciais”.

Padre Taquinho, junto a um padre amigo, rezou para que fosse desvendado o significado das iniciais. E o Padre Taquinho teve três sonhos com o saudoso Israel: o primeiro sonho ele pediu que o trouxesse para Alagoa, mas no primeiro sonho o pároco de Alagoa não deu tanta confiança. Na segunda vez sonhou da mesma maneira ne já ficou mais pensativo. E no terceiro sonho foi a mesma coisa. “E nos meus momentos de oração dizia a Deus, ‘o Senhor quer alguma coisa, pois o Senhor permitiu ao senhor Israel poder pedir isso’. E conversando com alguns amigos padres, não comuniquei ao povo, pois ainda era muito cedo e não sabia se daria certo. E muitos me disseram que era difícil, pois a complicação de um estado para outro estado, ainda mais para ser colocado ao lado da Igreja”, revelou. Padre Taquinho disse: “Se Deus está permitindo é que Ele quer. E decidiu tentar, e quando foi falar ao bispo da época, Dom Diamantino, e falei, ele nem perguntou o que queria, ele já foi falando que gostaria de falar do senhor Israel. E prontamente o bispo me atendeu e foi fazendo a documentação para podermos iniciar a vinda”, relembrou o pároco. Depois padre Taquinho falou com a família, que ficou surpresa, e indagou onde pensava em colocá-lo, pois sabiam aonde ele gostaria de ser colocado, uma vez que Israel já havia manifestado sua vontade a eles. Padre Taquinho revelou o local e os filhos se emocionaram, choraram muito. “E se confirmou que de fato era o pedido do Senhor Israel. E tudo foi muito tranquilo, não tivemos nenhum contratempo. E em 2014 tivemos a chegada dele”, relembra o pároco.

“Ele está ao lado onde ele iniciou toda a devoção, e cedo para gente falar, mas acredito que Alagoa terá uma surpresa muito grande e talvez não estaremos aqui para ver, mas o senhor Israel também é um homem de Deus”, revelou padre Taquinho.

O pároco de Alagoa informou dois milagres que são atribuídos a Israel Mendes, inclusive um de microcefalia, onde a família apegou com o senhor Israel, pedindo a intercessão. “Na devoção do povo, ele já é um santo. As pessoas dão testemunho dele, falam muito dele. Sofreu muito, foi muito caluniado, perseguido, incompreendido e foi capaz de preserverar. Foi fiel e hoje temos a graça de celebrar essa festa”, finaliza padre Taquinho.

SANTUÁRIO ECOLÓGICO DA BEATA NHÁ CHICA

A Igreja dedicada a Nhá Chica em Alagoa é Santuário. Após o pedido ao bispo emérito Dom Diamantino e com a confirmação do pedido com o bispo da diocese da Campanha, Dom Pedro Cunha Cruz, Alagoa teve a criação e instalação do Santuário Ecológico da Beata Nhá Chica.“Estamos criando o Santuário Ecológico de Nhá Chica, criamos ecológico diante as belezas naturais que temos, muita água, muito verde, e aproveitando a encíclica do Papa Francisco ‘Laudato Si’”, cita padre Taquinho.

O pároco de Alagoa evidencia que procuram não alterar na estrutura da Igreja e em nada da história. “Só a organizamos e a Igreja mantém sua originalidade”, destaca.
O Santuário agora possui a Sala dos Milagres, onde os devotos deixam suas peças de cera, fotos, guarda-chuvas, chapéus, bonecas e relatam os milagres a eles concedidos.

Pensando em acomodar da melhor maneira os fiéis e romeiros, foi construído um espaço ao lado da igreja de Nhá Chica para receber melhor o número de fiéis que aumenta a cada ano.Em todos os domingos ocorrem a Santa Missa, no Santuário, às 10h da manhã.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s