Dia de São Lázaro é comemorado pela comunidade do Muquém

A tradicional Festa em Louvor a São Lázaro foi celebrada pela comunidade do Muquém, em Carvalhos. Foram dias de muita comemoração e fé expressada ao protagonista da parábola de Jesus, que era mendigo e leproso, o pobre Lázaro (Lc 16, 19-31).

A festa organizada pela Paróquia do Sagrado Coração de Jesus de Carvalhos ocorreu entre os dias 6 e 10 de junho e contou com uma especial programação com missas, o 22º passeio ciclístico, peregrinação dos cavaleiros e a caminhada da cura, que saiu da Igreja Matriz e seguiu para a comunidade do Muquém, no dia 9 de junho. Neste ano, a caminhada da cura reuniu centenas de fiéis que peregrinaram com fé e ouviram com atenção a homilia do padre Jalmir Carlos Héredia.

No sábado, dia 10 de junho, dedicado a São Lázaro, as comemorações iniciaram logo pela manhã com a santa missa. O dia foi completo de celebrações, homenagens e agradecimentos a São Lázaro que intercede a Deus pela vida de seus devotos. No final da tarde, milhares de devotos realizaram uma procissão com a imagem de São Lázaro, entre eles as crianças que tiveram um andor especial com a imagem do santo para juntos realizarem a procissão. A Associação Musical Ministro Barbosa Lima, de Liberdade, também contribuiu com sua melodia para a procissão.

O entardecer do dia foi belo e por onde a procissão seguiu podia-se notar a beleza da comunidade do Muquém com seus picos e colinas. Com a proximidade do inverno, o sol esconde-se atrás do pico ainda pela tarde e o típico frio da região começa a se fazer presente, devido a sua localização e umidade.

Em homilia na missa das 12 horas, padre Jalmir Carlos Héredia, da paróquia Puríssimo Coração de Maria, de Guaratinguetá, falou sobre o evangelho de São Lucas, da parábola de Lázaro. O sacerdote, que há 22 anos celebra a festa de São Lázaro na comunidade do Muquém, frisou sobre a herança, “maior herança é a fé”, refletindo que o bem espiritual é o melhor bem para deixar aos filhos. “O combustível da alma é a fé, quando alimentamos a fé caminhamos e superamos os desafios”, enumerou.

Sobre a vida de São Lázaro, padre Jalmir revelou sobre seu sofrimento e a entrega total a Deus, “homem que não tece bens materiais, mas bens espirituais”, completou. “O ter não é pecado, trabalhar honestamente e conquistar; o pecado é não distribuir”, salientou o padre, que frisou a importância de seu olhar e pensamento para o próximo, ter caridade e ajudar. “Ser santo é viver a vida com os pés no chão e os olhos para o céu”, finalizou padre Jalmir.

A festa a São Lázaro se estendeu pelo dia 10 de junho, onde ocorreu leilão de gado e prendas, queima de fogos e show. Os presentes vindos de diversas localidades, entre elas Aiuruoca, Serranos, Itamonte, Cruzília, Liberdade, Visconde de Mauá e Porto Real, do estado do Rio de Janeiro, e Carvalhos, puderam experimentar momentos de muita emoção e fé.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s